Diferenças entre a Própolis

postado em: Artigos | 0

Tipos de Própolis

Diferenciados pela cor, pelo odor e pela consistência, as características da própolis estão associadas à planta de origem e à espécie de abelha produtora.

Própolis Verde
A própolis verde é proveniente de substâncias como resinas e extratos do alecrim-do-campo. Além das propriedades já oferecidas por qualquer variação do própolis, estudos sugerem que a própolis verde possui ação antitumoral, e por isso é muito utilizada em hospitais no Japão. Além de destruir bactérias, fungos, vírus e aumentar as defesas e proteger a pele dos pacientes em tratamento de radioterapia.

Própolis Vermelha
A principal origem botânica da própolis vermelha foi identificada como Dalbergia ecastophyllum, popularmente conhecida como Rabo-de-bugio, encontrada ao longo da praia e região do mangue do nordeste do Brasil.

Própolis Preta (tradicional)
É a mais utilizada e facilmente encontrada devido à sua origem botânica, sendo coletada pelas abelhas de diversos tipos de vegetação e não se caracteriza por predominância de nenhuma planta em particular. A própolis tradicional possui coloração que varia do cinza claro ao preto dependendo da região.

Propriedades e Aplicação da Própolis
A própolis é muito utilizada como medicamento popular no tratamento de várias enfermidades. Sua principal função é de fortalecimento do sistema imunológico, atuando na prevenção — e, em alguns casos, na cura — de diversas doenças. Estudos comprovam as diversas propriedades biológicas e terapêuticas da própolis:

Antibacteriana:Possui como vantagem em relação a antibióticos sintetizados em laboratório o fato de as bactérias não desenvolverem resistência à própolis. Por essa propriedade, é muito indicada no tratamento de doenças como anginas, amidalites, faringite, laringite, gengivite, estomatites, abcesso dentário, sinusites, bronquites, pneumonias, gripes, rinites, entre outras.

Antiviral: A ação antiviral da própolis é conhecida principalmente pelo seu ótimo efeito contra: herpes, adenovírus, coronavírus, rotavírus, etc.

Antifúngica: Sua ação antifúngica a torna capacitada para o tratamento de problemas de couro cabeludo, micoses em geral, frieiras, etc.

Anti-inflamatória: A ação anti-inflamatória da própolis foi verificada com eficácia principalmente no tratamento de artrites, artroses e reumatoides. Pesquisas em laboratório chegaram a comparar a ação e eficiência da própolis à ação da substância conhecida como Diclofenaco que é utilizada no combate a diversos processos inflamatórios.

Antioxidante: A atividade antioxidante da própolis combate os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento do corpo humano e da mutação do material genético. A presença de compostos fenólicos em sua composição aponta para sua eficácia como antioxidante.

Cicatrizante e Regeneradora de Tecidos: A própolis é muito eficaz no tratamento de dermatites, feridas, úlceras e queimaduras, devido à presença de flavonoides e aminoácidos em sua composição.

Anestésica: A ação anestésica da própolis a torna eficiente no combate a dores de garganta, amidalites, dores de dentes, etc. Estudos realizados com extratos etanólicos de própolis levaram à conclusão de que a sua ação anestésica é de 3 a 5 vezes superior à cocaína (usada como anestésico na prática dental na antiga União Soviética).

Imunoestimulante: A própolis também possui efeito imunoestimulante, ou seja, estimula a produção de células produtoras de anticorpos, fortalecendo assim o sistema imunológico e aumentando a resistência a doenças e infecções.

Foto Beekeeping Photos